Victor The Baby

Esse é o blog do nosso primeiro filhinho.
Cheio de fotos, de dicas, de assunto relacionado ao
baby desde o 6.o mes de gestação.

Post 010 - A Cult Momment

Cheguei ao Post de numero 10. Faltam apenas 990 para o Post de numero 1000, mas estou empenhado para isso.

Hoje, Não vou terminar o Happyness III, devo fazer isso amanhã - antes preciso tirar fotos dos primeiros presentinhos que recebi para incrementar o post.

Recebi ontem, um e-mail da Lu com uma matéria interessante, e como faz parte de um desses e-mails que circulam a net, não vejo problema de postar aqui tambem. Ja que futuros papais podem tambem estar lendo esse post, achei válido.

Segue abaixo:
_________________________________________________

Eles também ficam grávidos

A gestação é um momento único na vida de uma mulher. Mudanças no corpo, sensações estranhas e vontades inusitadas passam a fazer parte da rotina. Até aí, mesmo na primeira gestação, essas transformações não provocam muito espanto, afinal, elas já são naturalmente esperadas.

O que muitos casais talvez não saibam é que os homens também podem sentir certos sintomas da gravidez. E quem, por acaso, desconfia se tratar de pura e simples fantasia está muito enganado. Tais reações são cientificamente comprovadas e levam o nome de síndrome de Couvade.

Manifestação emocional
A explicação é totalmente psicológica. Segundo a psicóloga Joseane Souza, do Núcleo de Pesquisas Clínicas e de Patologias, da USP de Ribeirão Preto, da mesma forma que a mulher normalmente se sente mais fragilizada na gestação, o homem também se sensibiliza com as mudanças.

“O lado emocional da mulher fica abalado e o do homem também, principalmente em relação às questões financeiras e práticas que envolvem o cuidado com o filho que vai chegar. Alguns pais podem ganhar peso, sofrer com enjoos, sentir desejos e, até mesmo, ter crises de depressão”, diz Joseane.

Apesar de causar certa estranheza, a síndrome de Couvade pode ser um bom sinal para o casal. “Antigamente, diziam que o homem só participava da gravidez após o parto do bebê. Hoje, com todas as mudanças socioeconômicas, principalmente a conquista de espaço pela mulher no mercado de trabalho, os pais estão mais participativos mesmo antes do nascimento. Isso tudo é reforçado pela proximidade do casal durante a gestação”, ressalta a psicóloga.

Insegurança
Muitos pais também demonstram certa insegurança durante a gravidez, o que pode assustar algumas mamães, que passam a se sentir isoladas no sentimento pleno de confiança e felicidade, vendo um sonho se realizar.

Essa insegurança, entretanto, não significa que o pai não deseja participar desse momento. Algumas vezes ele simplesmente ainda não “achou seu lugar” no meio de tudo isso ou está reflexivo sobre como será sua vida conjugal após o nascimento do bebê.

Diante desse risco, a psicóloga aconselha a mulher a não deixar de lado a sua vida matrimonial durante a gestação. “O homem não pode se sentir trocado. A chegada de um bebê não implica apenas na preparação do parto. O equilíbrio familiar e a preparação afetiva do casal precisam estar em ordem para receber essa criança”, completa.

Dê uma força
Joseane alerta sobre a importância de a gestante se sentir amparada emocionalmente pelo parceiro, o que ajuda a minimizar as consequências estressantes do momento. Como, então, estimular a maior participação dos pais? Envolvê-los em determinados momentos pode fazer uma grande diferença.

Confira oito dicas para torná-lo mais presente:

1. Marque as consultas do pré-natal em horários em que ele possa acompanhá-la;
2. As ultrassonografias são oportunidades de criar maior conexão com o bebê;
3. A decoração do quarto é mais divertida quando pensada em conjunto;
4. As compras do enxoval despertam a imaginação de como será a interação do bebê com os objetos escolhidos;
5. Surpreender-se com os primeiros movimentos do bebê na barriga é uma forma de sentir mais de perto o que estava só na imaginação;
6. Definir a maternidade é um passo importante para que se sintam seguros;
7. A escolha do nome é sempre divertida, mesmo com as divergências;
8. Não deixe a intimidade de lado. Banhos a dois ajudam a fortalecer o vínculo conjugal.

1 comentários:

Bianca Barros 28 de julho de 2011 21:59  

Parabéns, Luciana e Renato!

O blog é fantástico!!
O Victor ficará orgulhoso de vocês quando puder ver todo esse material que vocês estão produzindo!!

E, olha só: tenho 99,999% de certeza de que quando for a minha vez do "positivo", o Gui vai sentir os enjoos, ter desejos...!!!!

Beijos!!

Postar um comentário

About this blog

Boa parte de nossa ansiedade, nosso amor, nossas expectativas estão aqui neste blog. Ele foi criado em Julho, quando o Victor ainda estava na 26.a semana de gestação. E de lá para cá, trouxe fotos, trouxe novidades, trouxe um pouquinho de cultura, enfim ... É o blog do nosso baby que estará chegando dia 15/10/2011.

Visitantes sejam bem vindo !

Pages

Tecnologia do Blogger.

About Us

Seguidores